Histórico

O Núcleo de Pós-Graduação em Administração – NPGA foi criado em 1993, como instância responsável pela gestão, articulação e suporte das atividades da pós-graduação na Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia – EAUFBA. Até então, a EAUFBA abrigava o curso de Mestrado Acadêmico, criado em 1984; o curso de Doutorado em Administração Pública e o Programa de Capacitação Avançada – CPA que congrega a oferta de cursos de especialização, ambos criados em 1993. Em 1998 foi criado o curso de Mestrado Profissional em Administração, completando o escopo atual do NPGA.
 
Ao longo desse período, o NPGA conquistou uma forte inserção nos contextos local, estadual e nacional, consolidando-se como um espaço qualificado de formação de recursos humanos de alto nível – até 2012 foram titulados 345 mestres, 86 doutores e 306 mestres profissionais; como um polo importante de pesquisas e produção de conhecimento – dez grupos de pesquisas ativos credenciados no Diretório de Pesquisa do CNPq, gerando um significativo número de artigos publicados em periódicos bem situados no Qualis da área de Administração, Contabilidade e Turismo; e como instância articuladora de um Programa de Pós-Graduação situado no rol dos melhores no Brasil, segundo a avaliação da CAPES.
 
No que diz respeito à formação de recursos humanos para o ensino e pesquisa, o NPGA, desde 1998, tem articulado parcerias com instituições de ensino, a exemplo da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Universidade do Sudoeste da Bahia (UESB) e Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), para a oferta de mestrados e doutorados interinstitucionais, com vistas à titulação de professores dessas instituições. Essa bem sucedida trajetória é fruto de um trabalho contínuo e sistemático que tem como perspectiva a adequação do Programa às diretrizes políticas da pós-graduação; ao perfil dos alunos e às demandas da sociedade, buscando níveis crescentes de excelência. 
 
Com um corpo docente qualificado, com formação diversificada e multidisciplinar, o NPGA abriga um sistema articulado de ensino e pesquisa, com diferentes de níveis de integração, graus de terminalidade e objetivos específicos, cuja missão é formar docentes e pesquisadores, além de profissionais com alto nível de qualificação para atuar em diferentes níveis gerenciais e decisórios, bem como produzir e disseminar conhecimentos.
 
A atuação do NPGA, na qualidade de instância articuladora e gestora de um dos programas de pós-graduação da EAUFBA, apóia-se em três pilares: a) respeito à identidade, especificidade e objetivos dos cursos oferecidos; inclusive com a constituição de corpo docente próprio, respeitando-se as recentes orientações estabelecidas pelas Portarias CAPES nº 1 e 2 de 2012, em termos de tipo de inserção dos professores nos cursos, limites de compartilhamento de professores e capacidade de orientação; b) compartilhamento de recursos de infra-estrutura, humanos e financeiros, o que viabiliza as condições para o aperfeiçoamento da gestão dos cursos, o atendimento e apoio aos professores e estudantes, o fortalecimento da pesquisa e o estímulo à inserção internacional; e c) um trabalho sistemático de gestão acadêmica e pedagógica dos cursos do Programa, com o objetivo de contribuir para a excelência acadêmica.
 
O NPGA conta com o apoio de órgãos de fomento à pesquisa e pós-graduação, como a CAPES, CNPq, FINEP, FAPESB, de órgãos públicos e empresas de grande porte como a PETROBRAS, Ministério da Saúde, FIOCRUZ, Ministério da Justiça, Ministério da Educação, entre outras, através de bolsas e auxílios à pesquisa e publicações e convênios para a realização de cursos de capacitação para gestores e dirigentes, o que viabiliza a execução de projetos de interesse compartilhado entre a pós-graduação, órgãos de governo e a sociedade em geral.
 
Share